Passar para o conteúdo principal

Thales promove workshop para descobrir o futuro da mobilidade

A Thales em parceria com o IST (Instituto Superior Técnico) promoveu na passada semana dia 27 de Novembro, um workshop sobre Mobilidade, que juntou Salão Nobre do IST vários representantes dos principais Operadores de transporte e municípios da Grande Lisboa, docentes do IST e especialistas da Thales.

A mobilidade é um dos temas do momento, que serviu de mote a uma manhã muito produtiva. Aliando o conceito à transformação digital que todos temos testemunhado, os vários protagonistas do evento juntaram-se para de forma colaborativa debaterem soluções de futuro na área dos transportes.

Na abertura deste evento, como orador convidado, o Engenheiro Miguel Gaspar, vereador da Câmara Municipal de Lisboa com o pelouro da mobilidade, teve a oportunidade de inspirar os participantes do workshop com a visão da CM Lisboa sobre a evolução da Mobilidade e os desafios que esta encerra, onde frisou “Precisamos de uma revolução no conceito da mobilidade”, abordando em seguida algumas das iniciativas que a CM Lisboa se prepara para desenvolver neste âmbito. Fazendo uso do seu vasto conhecimento na matéria, destacava a necessidade abordando algumas ideias chave que tendem exactamente a evidenciar esta necessidade de mudança, o Vereador de se criarem também novos modelos de colaboração, enfatizando o papel do digital nesta mudança e todas as oportunidades que poderão advir deste novo ecossistema.

Em seguida e, repartidos os participantes por equipas de trabalho que trocaram visões sobre o futuro da mobilidade, delineando respostas para os problemas que foram sendo levantados neste primeiro workshop, destacando-se “Qual a melhor oferta que pode complementar o atual ecossistema de mobilidade agregando valor à oferta de transporte” , como resolver os conflitos da partilha de informação e modelos de negócio subjacentes”, ou, “como envolver o passageiro na melhoria do serviço de mobilidade”; foram alguns dos tópicos que despertaram a troca de ideias e o pensamento crítico dos participantes

Foi depois o momento de, através da orientação do professor Luís Caldas de Oliveira, vice-presidente do Técnico para o empreendedorismo e as relações empresariais, conhecer a heterogeneidade das equipas e mergulhar no trabalho proposto: apresentar soluções construtivas para os problemas identificados. O objetivo passava por “pensar fora da caixa”, usando a criatividade e a experiência diversa, culminando o trabalho da sessão num poster final que congregou a melhor solução e três temas a aprofundar, os quais servirão de mote à segunda sessão deste workshop, a realizar em Fevereiro do próximo ano.